CUCO – Julia Crouch


“Seu Primeiro erro foi convidá-la a entrar…”

 

Resultado de imagem para cuco capa

Boa noite, querida Família Lendo Muito.

Todos nós já fomos ajudados ou prestamos auxílio a algum amigo querido em dificuldades, não é mesmo?

Com Rose Cunningham também não foi diferente. Ao receber uma ligação da Grécia, oriunda de sua amiga Polly Novack, uma cantora de rock em completa decadência, informando que Christos, seu marido falecera em um grave acidente automobilístico, Rose resolveu convidar Polly e seus dois filhos para virem morar com ela na Inglaterra, o que a amiga prontamente aceitou.

O único problema era que Gareth, o marido de Rose, não gostava nenhum pouco de Polly, pois achava que ela fora a única culpada por afastar Christos deles, isolando-o de todos nos Cárpatos.

Gareth e Rose estavam tentando aparar as arestas do casamento, após o nascimento de Flossie, a filha mais nova do casal, produto de uma gravidez inesperada e indesejada por parte do marido de Rose, que chegou até a sugerir  que ela fizesse um aborto.

Com a chegada de Polly e de Nico e Yannis, seus dois filhos, a amizade entre ela e Rose começa a tomar um outro rumo, pois Polly demonstra ter um grande ressentimento e inveja da vida que Rose leva com Gareth que, segundo ela, é bem diferente da vida sem carinho e amor que ela levava com Christos, na Grécia, já que ambos vinham saindo, nos últimos tempos, com vários amantes e só não haviam se separado por causa dos filhos.

Com o passar dos dias, Rose passa a conviver com as explosões de fúria repentinas da amiga; estranhos acontecimentos começam a ocorrer na casa, como a morte do gato da família e também o envenenamento “acidental” de Flossie.

Rose também passa a desconfiar que seu marido estava tendo um caso com Polly, e que sua melhor amiga poderia estar interessada em assumir seu lugar…definitivamente!

Será que Rose tem mesmo razão para preocupar-se? Ou tudo não passa de  simples imaginação de sua mente?

O resto, só lendo muito!

Sabem aquele livro que tinha tudo para ganhar um dez e acaba ficando com nota zero?

Cuco é exatamente este livro, pois a autora tinha todos os ingredientes para criar um thriller psicológico eletrizante, com um final surpreendente, todavia, ela conseguiu estragar seu livro dando um desfecho completamente sem nexo a história, deixando o leitor com mais lacunas do que respostas.

Vários fatos que foram citados no decorrer da narrativa ficaram sem qualquer explicação e muitos personagens não deveriam nem ter existido, pois não acrescentaram nada a história, já que sumiram repentinamente, sem fazer qualquer sentido.

Não vou atribuir nenhuma estrela.

O meu pior erro foi ter terminado de ler este livro horrível!

Perdoem-me pela minha revolta e pelo meu desabafo.

Um beijo no coração de todos!

Alex André

Anúncios

As Possuídas – Ira Levin


“Na época atual, o combate assume uma forma diferente;
a mulher almeja escapar de uma prisão,
ao invés de nela querer colocar o homem;
não mais procura arrastá-lo para os domínios da inércia,
mas emergir ela própria para a luz da transcendência.
A atitude dos homens cria agora um novo conflito:
é de um modo deselegante que o homem a libera.”

Simone de Beauvoir - "O Segundo Sexo"

Resultado de imagem para capa livro as possuidas de ira levinÉ com este belo pensamento que o brilhante Ira Levin,  nos dá às boas-vindas ao seu livro “As Possuídas”, e também nos brinda com uma história empolgante e cheia de mistérios, do início ao fim – marca registrada deste autor de verdadeiras obras-primas de terror e suspense como: “Meninos do Brasil” e “O Bebê de Rosemary”.

O livro conta-nos a história de Joanna Eberhart, uma fotógrafa profissional que, ao lado de seu marido Walter e de seus filhos Pete e Kim, resolve mudar-se para a cidadezinha pacata de Stepford.

Tudo corria bem até Joanna perceber que as mulheres da cidade pareciam “perfeitas demais” para serem mulheres normais, pois elas lavavam a louça, passavam as roupas de seus maridos e filhos, cuidavam de suas casas, viviam impecavelmente vestidas e estampavam sorrisos genuínos em suas faces rosadas.

A apatia havia tomado conta do lugar, onde os maridos reuniam-se na “Associação Masculina” quase todas as noites, enquanto suas esposas cuidavam “alegremente” do lar.

Mas Joanna, inconformada com aquela situação, trava amizade com Bobbie, uma das moradoras que também não entendia aquela submissão feminina. Juntas, decidem investigar a causa da “febre” de esposas perfeitas, todavia, elas não faziam a mínima ideia que estavam pisando em um terreno para lá de perigoso…

O resto, só lendo muito!

O ritmo de leitura é um pouco lento e travado no início, entretanto, da metade para o final tudo muda e o leitor não vê a hora de chegar ao final, para descobrir o grande mistério envolvendo as mulheres perfeitas de Stepford.

Fez por merecer 5 estrelas.

Para quem estiver interessado: este livro deu origem  a dois filmes, que receberam o título no Brasil de Mulheres Perfeitas. O Primeiro, de 1975, contou com Katharine Ross no papel de Joanna Eberhart; o segundo, de 2004, teve Nicole Kidman, no papel principal. Ambos obtiveram muito sucesso.

Abaixo estão os trailers de ambos os filmes.

Esperamos que tenham realmente gostado.

Um beijo no coração de cada um de vocês!

Alex André & Ana Paula

Um Passe de Mágica – William Goldman


Resultado de imagem para um passe de mágica william goldmanQuerida Família Lendo Muito, escolhemos uma  resenha muito especial para aquecer a noite de todos vocês. Trata-se de Um Passe de Mágica, um thriller psicológico de gelar o sangue, de autoria de William Goldman, o mesmo que escreveu o grande sucesso Maratona da Morte.

Charles Withers, mais conhecido por Corky, era um garoto muito desajeitado, tímido e magriço, que nutria uma paixão platônica pela bela Peggy Ann Snow, a garota mais bonita da escola. Além do amor não correspondido, Corky também tinha uma grande atração por mágica; ele até ambicionava ser um mágico famoso e rico.

Aos 19 anos, Corky saiu de casa e partiu em busca do seu sonho; nesta época, ele conheceu Merlin Jr., um mágico que já tivera seus dias de glória, mas agora estava em decadência. De tanto Corky insistir, Merlin Jr. aceita-o como seu assistente. Aos poucos, o velho ilusionista ensina-lhe seus truques mais secretos, e Corky vai então aprimorando sua técnica.

Quando Merlin Jr. faleceu, Corky tinha já 26 anos; ele então resolveu lançar-se ao show business, fazendo suas primeiras apresentações em uma boate. Através de seus show nessa boate, ele travou contato com Ben Greene, o Carteiro. Este era um homem muito rico e um empresário visionário que, em pouco tempo, transformou o então desconhecido Corky, em um mega mágico.

Corky resolve então inovar ainda mais, passando a usar Fats em seus shows – um boneco de ventríloquo de madeira muito adorável e simpático. É nessa época também que ele reencontra Peggy Ann Snow, seu amor juvenil. Agora, além de alcançar a fama e o reconhecimento tão sonhados, ele estava ao lado da mulher que ele desejara por toda a vida.

Ele só não fazia ideia que, a partir daquele momento, ele passaria a participar de um macabro jogo de vida e morte.

Afinal, Corky Withers detém o controle de  Fats ou é Fats quem detém o controle de Corky Withers?

Para saber esta e outras respostas, só lendo muito!

Um livro excelente, com uma trama eletrizante e cuja tensão só vai aumentando a cada página virada. O final é simplesmente assombroso e totalmente inesperado.

É digno de 5 estrelas.

Para não deixar de citar: houve um filme homônimo, de 1978, com Anthony Hopkins, Ann-Margreth e Burgess Meredith no elenco. Vale a pena conferir.

Esperamos que tenham gostado .

Um beijo no coração de cada um de vocês!

Alex André & Ana Paula

 

 

A Última Casa da Rua – Lily Blake, David Loucka e Jonathan Mostow


A Última Casa da RuaEste livro narra a história da jovem Elissa, que apresentava sérios problemas de relacionamento com Sarah, sua mãe, e também vivia magoada e cheia de ressentimentos com seu pai, um músico de uma banda de rock, que se separara há bastante tempo de sua mãe. Mãe e filha moravam em um pequeno apartamento em Chicago e mal se falavam, vivendo como duas verdadeiras estranhas sob o mesmo teto.

Um certo dia, sua mãe anuncia que elas mudariam para a cidade de Seattle, pois ela havia encontrado uma belíssima casa por uma verdadeira pechincha. Essa seria a chance de um novo recomeço para as duas, pois poderiam aproveitar a mudança de ares para passarem mais tempo juntas e colocarem as diferenças de lado de uma vez por todas.

Entusiasmadíssima com a mudança e com a possibilidade de uma nova vida com sua mãe, Elissa parte para Seattle e defronta-se com uma residência realmente maravilhosa. Ela só não imaginava que a última casa daquela rua estivesse envolvida em um crime horrível:  uma garota havia matado seus pais de maneira brutal e desaparecera, sem jamais ser encontrada novamente. Este era o verdadeiro motivo para o que o preço dos imóveis daquela rua terem despencado vertiginosamente.

Ryan, o irmão mais velho de Carrie Anne, a assassina cruel, ainda morava sozinho na velha casa. E Elissa acaba por envolver-se amorosamente com o solitário rapaz. Ela só não tinha ideia de quão caro e perigoso poderia ser este relacionamento…

O resto, só lendo muito!

Este é um livro recheado de suspense e mistério, que realmente consegue prender a atenção do leitor do início ao fim. Nota 10!

P.S.: Esta obra foi baseada no filme homônimo, estrelado por Jennifer Lawrence e Max Thieriot. Vale a pena conferir.

Espero que tenham gostado.

Um beijo no coração de cada um de vocês!

Alex André

 

JOGOS MACABROS – R.L. STINE


Resultado de imagem para JOGOS MACABROS - R.L. STINEA história tem como pano de fundo a cidade de Shadyside, onde a rica e excêntrica família Fear tem um passado muito terrível e sorumbático.

Apesar de toda a  fama negativa de sua família, o jovem Brendan Fear parece fugir à regra, já que é muito sorridente e simpático, e está sempre cercado por muitos amigos. E, para comemorar seu aniversário de 18 anos, Brendan decide dar uma festa exclusiva na sua casa isolada da  Ilha do Medo. Todos deveriam ir de barco até lá, pois era o único meio de chegar até a velha mansão.

Entre os convidados estava a jovem Rachel Martin, que trabalhava numa lanchonete e que tinha uma queda pelo belo rapaz. Mesmo alertada por todos, a jovem resolve aceitar o convite e ir à festa do seu amado sem medo algum.

Para esquentar de vez a festa, Brendan decide promover um jogo entre os convidados: ele formou duplas que teriam que encontrar objetos listados da velha mansão. Rachel tem mais sorte que os outros, pois forma dupla com Brendan, seu amado, e também um dos donos da mansão. O jogo começou bem, com pequenos sustos, mas conforme o tempo foi passando, os convidados começaram a perceber que Brendan Fear tinha uma mente verdadeiramente perturbada, igualzinha a de todos os outros membros da família Fear. E que eles teriam que lutar pela sobrevivência! 

O resto, só lendo muito!

Mesmo sendo considerado um livro de terror infanto-juvenil, posso dizer que me surpreendi positivamente com ele. Lembrou-me vagamente um pouco de Poe, por isso indico para qualquer idade. Nota 8,5.

Espero que tenham gostado.

Um beijo no coração de todos.

Alex André

Fobia – Thomas Luke


Resultado de imagem para capa fobia thomas lukeEste livro narra a história do dr. Peter Ross, um psicólogo behaviorista – mais conhecido aqui no Brasil como psicólogo comportamental – que assistira a morte de sua irmã afogando-se na piscina, sem tentar fazer nada, paralisado de terror. Após o triste acontecimento, certo dia seu pai jogou-o na piscina inesperadamente, para fazê-lo aprender a nadar. E isso acabou funcionando!

Contudo, o trauma pela morte de sua irmã jamais  foi esquecido, acompanhando-o pelo resto da sua vida. Por causa disso, ele tomou a iniciativa de criar um experimento psicológico radical, usando como cobaia cinco pacientes condenados por homicídios. As diversas fobias que os acometiam tornavam-nos indefesos e o dr. Peter Ross submeteu-os a sua “terapia de implosão”, que consistia em exibir filmes com imagens relacionadas às fobias de cada paciente, fazendo com que cada um conseguisse encarar e vencesse de vez a sua fobia.

Dr. Ross estava tendo um grande progresso com sua terapia até o momento em que alguns pacientes são encontrados mortos, vitimados por aquilo que cada uma mais temia: a sua própria fobia!

Por que alguém  tentaria sabotar a experiência do Dr. Ross?

Só lendo muito para encontrar esta e outras respostas!!!

Livro que atraiu-me ainda mais para a psicologia. Nota 10.

Espero que tenham gostado.

Um beijo no coração de vocês!

Alex André

Os Mortos Vivos – Peter Straub


Bom dia, querida Família Lendo Muito!!!

A resenha que vos trago hoje é de um ótimo livro de terror: Os Mortos Vivos, de Peter Straub, um dos melhores amigos de Stephen King (eles chegaram a escrever um livro de fantasia e horror juntos: O Talismã).

Nossa história começa na pacata cidadezinha americana de Milburn, onde todos os seus moradores levam uma vida muito sossegada, muito tranquila, com seus afazeres típicos de uma cidade do interior.

Essa calmaria só era quebrada quando a Sociedade Chowder , um grupo de idosos que se vestiam com ternos finos, reunia-se para beber, fumar charutos e contar histórias sobrenaturais que aconteceram com cada um deles. Eram eles: Lewis Benedikt, Frederick  Hawtorne, Sears James e John Jaffrey.

De repente, tem inicio uma avalanche de acontecimentos violentos, que trazem a memória dos quatro idosos  fatos passados esquecidos e terríveis segredos guardados. Entre eles, está o que envolve o falecimento de Edward Wanderley, um dos membros da Sociedade Chowder, que ocorrera há quase um ano.

Um grupo de homens, liderado pelo sobrinho do falecido, é convidado para investigar o  terrível mistério que paira sobre a cidade de Milburn. O que eles não sabem é que há algo realmente maligno ali, semeando loucura e morte – algo tão antigo quanto o próprio homem – e  que fará com que esses corajosos travem uma verdadeira batalha por suas vidas…

Com um final eletrizante e surpreendente, o livro de Peter Straub prende a nossa atenção, com doses de terror psicológico, sobrenatural e moderno. Nota 10.

Espero que tenham gostado.

Um excelente domingo e um beijo no coração de todos vocês.

Alex André

 

ATÉ VOCÊ SER MINHA – Samantha Hayes


Até que ponto alguém chegaria para tentar conseguir o que deseja???

Este thriller psicológico acaba por nos levar a esta reflexão acima. Contudo, também nos conduz ao terror que nos espreita a cada página virada, nos deixando sempre com a respiração entrecortada e com aquela sensação de que algo de terrível está para acontecer.

E realmente acontece algo quando a assistente social Cláudia Morgan-Brown, casada com o oficial da marinha James, vai dar à luz a uma filha pela primeira vez, após vários abortos espontâneos. Madrasta dos gêmeos Oscar e Noah, que ficaram órfãos ao nascerem, Cláudia tem muitas atividades e responsabilidades em casa e no trabalho, visto que seu marido fica meses fora de casa, a bordo de um submarino.

Agora que sua filhinha vai nascer, Cláudia precisará contratar uma babá para ajudá-la a tomar conta das crianças. E é neste momento que Zoe Harper candidata-se à vaga e consegue logo cativar os gêmeos e o casal. Ela muda-se então para a casa deles e passa a conviver com a família. Porém, Cláudia passa a desconfiar dos verdadeiros motivos que levaram Zoe a aproximar-se do seu lar.

Grávidas começam a ser cruelmente assassinadas na cidade, tendo seus bebês arrancados do útero. O terror de Cláudia então só aumenta, junto com a enorme desconfiança de que Zoe esteja implicada nestas mortes.

Tem início uma grande investigação criminal, comandada pelo casal de investigadores Adam Scott e Lorraine Fisher. Através das pistas dos casos não resolvidos de Sally-Ann Frith e seu bebê, e da tentativa de assassinato de Carla Davis e seu bebê, o casal de detetives esclarece uma trama tão intrinsecamente forte, que ficamos realmente chocados com o eletrizante desfecho.

Uma palavra apenas para descrever o final deste livro: SURPREENDENTE!!!

Samantha Hayes já foi detetive particular antes de dedicar-se exclusivamente à literatura. Não vejo a hora de ler seu livro “Antes que Morras”. Nota 9,5.