Princess Princess


Feito por uma das autoras de Love Stage!!, Mikiyo Tsuda nos mostra que ela definitivamente gosta de personagens trap, ou seja, garotos que ao se vestirem de meninas ficam assustadoramente parecidos com meninas, e meninas bonitas!

No entanto, as semelhanças param por aí. Ao contrário do que acontece em Love Stage!!, apesar de ser considerado um shounen-ai, o romance entre os garotos não é óbvio e muito menos o tema central da obra, mas apenas insinuado.

Além disso (talvez por ser mais antigo, de 2006) a arte é bem diferente e, devo dizer, talvez até bastante inferior em comparação ao anime da mesma autora produzido em 2010.

Mas, apesar disso, a diferença mais óbvia (além da própria história) é provavelmente a família dos protagonistas e, até mesmo, a personalidade do próprio protagonista. Ainda criança, Tooru perdeu os pais e, por isso, passou a ser criado pelos tios e junto com sua prima, como se fossem verdadeiros irmãos.

Agora que é mais velho, ele decide se transferir para um colégio masculino, para deixar de dar trabalho para o tio. Ao chegar lá, qual não foi sua surpresa ao ver uma menina usando um belo vestido com babados!

No começo ele não entende nada, pois todos parecem encará-lo e ele acaba dividindo o dormitório com dois garotos: Mikoto e Yuujirou. Diferente dos demais dormitórios, esse parece de alguma forma especial e é chamado de P-Room.

Não demora muito para que ele descubra o porque daquilo tudo: a escola tem uma velha tradição de vestir os alunos mais bonitos do primeiro ano como meninas, os quais serão chamados de Princesas (por isso P-Room, abreviação de Princess Room) e terão a função de participarem de espetáculos, além de agirem como líderes de torcida. Em troca disso, a escola se torna gratuita.

Com o objetivo de ajudar os tios a economizarem dinheiro, ele acaba se tornando a nova Princesa. Mas o que ele não esperava era passar a gostar do trabalho, além de formar uma grande amizade com as outras Princesas e o candidato a futuro presidente do conselho estudantil, e irmão de uma ex-princesa, Sakamoto-sama.

Isso também acontece com quem vê o anime, já que, a princípio, o trabalho de Princesa soa estúpido, e a história em sim, talvez um pouco tola. No entanto, conforme assistimos o anime, passamos a nos afeiçoar aos personagens e achar o trabalho de Princesa imprescindível para a escola.

O anime é fofo, as personagens são adoráveis e indico para qualquer um que queira dar umas boas risadas. No entanto, não creio que seja indicado para aqueles que buscam de fato um romance homossexual, já que, como disse, esse é apenas insinuado, e talvez até mesmo platônico, embora eu goste do casal.

Bem, o fato é que Princess Princess possui apenas uma temporada, com somente 12 episódios e nenhum OVA, além de 5 volumes do mangá lançado no Brasil pela Panini. Sem mais delongas, minha nota para esse anime é 8,5.

By Ana Beatriz

 

Anúncios

Inugami-san to Nekoyama-san


 Inugami-san to Nekoyama-san é um shoujo-ai com 13 episódios e 1 OVA com uma história bem boba, logo, não tinha grandes expectativas. Mesmo assim, ainda consegui me decepcionar.

Nekoyama ( a garota no meio da foto, com cabelo roxo) tem a aparência física de um gato, mas na verdade adora cães, além disso, é um pouco solitária e pode se irritar facilmente e é muito tímida.

Já Inugami (a menina da direita, com o cabelo amarrado) pode lembrar um pouco um cachorro, mas adora mesmo gatos. Ela é sociável, amigável e calma, e não parece ter nenhum problema em expressar seus sentimentos.

As duas estudam juntas, e logo se veem atraídas uma pela outra, mas Nekoyama sempre responde com timidez aos avanços de Inugami, o que dificulta, e muito, o relacionamento entre as duas.

Como já disse, e devem ter notado agora pela sinopse, a história é um pouco boba e simples demais. No entanto, eu tinha esperanças de que o autor soubesse explorar melhor a história. Isso não aconteceu.

O autor não soube aprofundar os problemas causados pelas distintas personagens das protagonistas, e também não soube aproveitar o romance. Além de ridiculamente leve (mal tem um beijo no anime inteiro), também não tem muitos momentos de fato românticos. Se tem algo de bom nesse anime é que ele é um pouco fofo e incrivelmente rápido (os episódios não chegam a ter 5 minutos, em sua maioria), por isso minha nota é 5,5.

By Ana Beatriz

Tonari no Kaibutsukun


Tonari no Kaibutsukun, mais conhecido como My Little Monster, é um anime shoujo e school life que tem como protagonista Shizuku, uma garota totalmente CDF e fria que não tem amigos, não para de estudar e que não parece ter sentimento algum. Ela não se preocupa com as pessoas, jamais se apaixonou e, mesmo sem ter amigos, não se sente solitária ou triste por isso. Sua única preocupação são as notas.

Um belo dia a professora pede que ela vá entregar as anotações de seu caderno (obviamente em dia) para Haru, um garoto que abandonou a escola há um tempo. Quando ela chega lá, o garoto parece solitário e carente, sendo assim, logo faz amizade com ela e decide voltar a frequentar a escola.

Haru mora com seu primo, Mitsuyoshi, pois não quer morar com pai e muito menos com o irmão (que depois aparece para infernizar a sua vida), o qual parece odiar. Haru também tem sérios problemas com violência, batendo em qualquer um sem precisar de um bom motivo. Apesar disso, é um garoto inteligente que não precisa estudar para tirar boas notas.

Logo que Haru decide voltar para escola, ele e Shizuku acabam fazendo dois amigos: Natsume e Sasahara. Além disso, Haru também acaba tendo um galo como animal de estimação, o qual chama de Nagoya.

Natsume é uma garota incrivelmente bonita que, justamente por causa disso, é desprezada pelas meninas,  e está cansada dos meninos que apenas a bajulam por causa de sua beleza, sem se importarem com ela realmente. Ela se sente muito solitária e passa a maior parte do tempo na internet. Justamente por não ter nenhuma amiga, ela se desespera para fazer amizade com Shizuku. Além disso  ela raramente vai bem nos estudos e sempre precisa da ajuda dos amigos quando tenta não ficar de recuperação.

Sasahara é um jogador de beisebol engraçado que parece se dar bem com todo mundo, mas nutre uma especial afeição por Natsume. Sem contar que ele também é um dos únicos garotos que não a deixam nervosa por não conversar com ela somente por causa de sua beleza. Mas será que o que tem entre eles é só amizade mesmo ou algo mais? Para piorar tudo, no final do anime descobrimos que Natsume está interessada por outra pessoa…

Enquanto isso, o casal principal parece bem mais claro e menos misterioso do que o coadjuvante. Logo nos primeiros episódios Haru se declara para Shizuku, e não demora para ela admitir que sente o mesmo. No entanto, parece que o amor que eles sentem é diferente e Haru quer que eles estejam igualmente apaixonados antes de começarem a se relacionar de fato.

Além disso, Shizuku decide rejeitar Haru, pois o fato de estar apaixonada por ele dificulta sua concentração nos estudos, e a garota está determinada a continuar tendo as melhores notas da sala.Como se isso já não fosse o suficiente, talvez Haru não seja o único garoto interessado em Shizuku…e nem Shizuku a única menina interessada em Haru…

O anime tem apenas uma temporada com 13 episódios .O anime é bem fofo e engraçado, a maior parte dos personagens é adorável e os casais são totalmente shippaveis. Apenas o final deixa um pouco a desejar, sem esclarecer algumas coisas e por isso merece meu 9.

By Ana Beatriz

Sakura Trick


Sakura Trick foi o primeiro (e até agora único) shoujo-ai que já vi, o qual terminei de assistir nessa quinta-feira. Para quem não sabe, shoujo-ai é a classificação dada para animes/mangás que possuem romance lésbico sem cenas de sexo de qualquer tipo, apenas beijos. Além disso também é school life, já que todas as personagens importantes se encontram no Ensino Médio e tudo se passa dentro do ambiente escolar.

As protagonistas Yuu(a loira) e Haruka(a ruiva) são melhores amigas desde sempre, praticamente, incrivelmente ligadas, ambas estão muito ansiosas porque uma nova fase se iniciará em suas vidas: elas vão entrar para o Ensino Médio. Mais do que isso, elas serão as últimas alunas do primeiro ano da escola, já que esta fechará em 3 anos.

Logo no primeiro dia, Yuu faz novas amigas:Kotone(de cabelos platinados), Yuzu, Kaede(a única com cachecol) e Shizuku(de cabelo roxo),e fica muito próxima delas. Haruka fica com ciúmes e, por isso, pede a Yuu para que elas façam uma coisa especial, diferente do que ela faria com qualquer outra pessoa. É então que, numa sala trancada e escondida, elas se beijam pela primeira vez. É a partir daí que um romance se desenvolve e a trama se desenrola.

Ambas estão muito confusas com o surgimento desses novos sentimentos quando, para piorar, a irmã mais velha de Yuu, Mitsuki começa a suspeitar que as duas amigas são próximas de mais.Por isso, ela decide usar as amigas Kaede e Yuzu como espiãs da irmã e sua melhor amiga.

No início, tudo isso é de fato apenas preocupação coma irmã, já que um relacionamento romântico entre duas garotas é considerado “errado”. Mas logo Mitsuki percebe que está é com ciúmes de Yuu e se vê apaixonada por Haruka.

Haruka e Yuu são o casal principal, mas não o único, já que Shizuku também possui um envolvimento romântico com Kotone, a qual já tem um casamento arranjado pelos pais marcado para quando terminar o Ensino Médio, e, por isso, com o objetivo de aproveitar ao máximo esses três anos, Kotone desobedece os pais, indo morar com Shizuku sob o pretexto de sua casa ser mais próxima a escola.

Apesar de existirem aqueles que torcem pela união de Kaede e Yuzu(como eu, por exemplo) o anime indica que elas são apenas amigas e nada mais.

O desenho é bem feito, a história é fofa e a trilha sonora também é boa.O anime também é bem curto, sendo por isso bem fácil de acompanhar, já que só tem uma temporada com 12 episódios. Confesso que esperava mais, mas ainda assim merece meu 8.

By Ana Beatriz

Toradora!


Toradora! que também possui o nome alternativo de Tiger X Dragon(que na minha opinião faz muito mais sentido) é um anime que, além de shoujo(um dos meus gêneros preferidos, apesar de tudo) também é school life, ou seja, é um anime focado no público feminino, cheio de romance, com um pouco de drama, piadinhas inocentes, e que, além disso, retrata a vida diária na escola, já que os protagonistas estão no Ensino Médio ainda.

A história de Toradora! nada mais é do que o retrato dos problemas amorosos que costumam acontecer a pessoas dessa idade, especialmente no ambiente escolar, e no enredo acaba se formando um hexágono amoroso um pouco complicado, mas que tentarei explicar a seguir.

Ryuuji(o segundo da esquerda pra direita, na imagem acima), o personagem principal, nunca conheceu o pai, que era criminoso, no entanto se parece muito com ele, fazendo todos temê-lo, mesmo que não aja de forma perigosa ou violenta.Ele vive com Yasuko, que no início nos parece um tanto quanto irresponsável, mas que no fim descobrimos ser uma ótima mãe.Além disso, ele é ótimo com trabalhos domésticos(como fazer faxina ou cozinhar) e seu melhor amigo é Kitamura.

Taiga (a primeira da esquerda para a direita) tem o apelido de Tigresa de Bolso, pois, apesar de ser baixinha, é muito violenta, batendo em qualquer um sem precisar de um grande motivo.Mas o que pouca gente sabe é que no fundo, Taiga é uma garota muito solitária, que tem sérios problemas familiares e só age desse jeito para se defender e não mostrar fraqueza.A verdade é que ela é muito fofa, mas não sabe lidar com coisas como amor, por exemplo.Ela vive sozinha num apartamento enorme, quase nunca vê os pais, e, além disso, cozinha muito mal.

Taiga e Ryuuji descobrem que são vizinhos e, em pouco tempo, acabam fazendo amizade, tanto que logo Ryuuji se torna o encarregado por fazer seu almoço, mas é óbvio que Taiga não demonstra sua afeição por ele com grande facilidade.

Um dos principais motivos para o surgimento dessa amizade é que, logo no início do anime, Ryuuji descobre que a garota gosta de Kitamura.Em contrapartida, Taiga descobre que ele gosta da Minorin.Sendo assim, os dois entram num acordo, decidindo se ajudar com as questões amorosas.O problema é que toda essa proximidade fará um clima surgir entre a Tigresa de Bolso e o temido filho de um criminoso…mas será que eles esqueceram de verdade Kitamura e Minorin?E Taiga?Será que está preparada para se entregar ao amor?

Como se essas questões já não fossem complicadas o suficiente, ainda surge Ami-chan( a garota de cabelo azul ao lado de Ryuuji), uma menina incrivelmente bonita que trabalha como modelo, ela é cobiçada por todos os garotos da sala, já que além, de sua aparência física, ela adora se fazer de gentil, delicada e madura, sem mostrar, que na realidade é uma criança arrogante.Além disso, Ami-chan é amiga de infância de Kitamura e tem visível interesse em Ryuuji.Tudo isso já seria mais do que suficiente para irritar Taiga, porém, a garota ainda insiste em rir dela por causa do tamanho, e ainda a faz ter ciúmes dos dois garotos, provocando-a.

Kitamura é um exemplo de garoto.Popular entre as meninas e amigo dos meninos, ele é vice-presidente do conselho estudantil e muito amigo de Minorin e Ryuuji, tem boas notas e comportamento exemplar.Além disso já gostou da Taiga, tem um leve interesse em Ami-chan, mas sua real paixão é a presidente do conselho estudantil: Kanou Sumire.

Minorin adora esportes, é a líder do time de softball, tem inúmeros trabalhos e parece estar sempre alegre, fugindo de problemas e assuntos complicados, como, por exemplo, sua vida amorosa, a qual é um mistério durante toda a história praticamente, pois só ficamos sabendo de quem ela gosta nos episódios finais.É a melhor amiga de Taiga, se preocupando muito com ela, mas também é amiga de Kitamura, Ryuuji e, no final, até mesmo de Ami-chan.

Apesar da minha preferida ser a Taiga(na verdade a minha personagem feminina preferida de todos os animes que já assisti até hoje), todas as personagens são envolventes e apaixonantes, até mesmo Ami-chan, que no começo parecia apenas uma garota mimada e irritante, nos surpreende no final.

Além disso, o anime também possui uma ótima trilha sonora(as músicas no início e no final são lindas, a letra combina e o ritmo é viciante) e o figurino é muito fofo(eu amo o uniforme feminino do anime, simples assim).  O anime contém 25 episódios e 5 OVAs irrelevantes para a história.Por tudo que já disse até aqui, eu daria 10 sem problemas, no entanto, minha única crítica é ao final, que deixou a desejar, sem mostrar/esclarecer/explicar certas coisas, por isso minha nota para Toradora! é 9,5.

By Ana Beatriz