Confissões do Crematório – Caitlin Doughty


Resultado de imagem para Confissões do Crematório

Um livro para quem está planejando morrer um dia!

“A morte é a única certeza da vida. Então, por que evitamos tanto falar sobre ela?” Essas são as palavras da autora Caitlin Doughty que, quando mais jovem, começou a trabalhar em um crematório na Califórnia e que aprendeu muitas coisas além de apenas preparar corpos para a incineração.

Através deste livro ela conta, com muito bom humor, explorando com maestria este tema mórbido, como devemos lidar com a morte em nosso dia a dia  e aborda o preconceito e o medo que temos de encarar a própria morte, escondendo cadáveres atrás de portas de aço e confinando os doentes e moribundos em leitos de hospital.  

Cada página do livro busca levar-nos a uma verdadeira reflexão sobre a nossa mortalidade, demonstrando que somos seres sujeitos a deixar essa existência de uma hora para a outra. Descobrimos neste livro que não estamos nenhum pouco preparados para este momento e perguntamo-nos então qual será o legado que deixaremos para os nossos parentes? Fiz algo de bom até agora? Ou apenas dediquei minha vida vivendo à toa e sem qualquer propósito por aí?

Um livro com uma proposta diferente de tudo o que já li, com uma leitura agradabilíssima, apesar do tema bem mórbido. Através de suas memórias, a autora conseguiu passar uma mensagem muito bonita, como ninguém jamais conseguiria. Nota 10.

Obs.: Para quem gosta deste tema, este livro é um prato cheio, repleto de lições para toda a vida.

Eu espero que continuem muito vivos, meus queridos amigos e amigas.

Um excelente final de semana para todos e um beijo no coração de cada um de vocês!!!

Alex André

Princess Princess


Feito por uma das autoras de Love Stage!!, Mikiyo Tsuda nos mostra que ela definitivamente gosta de personagens trap, ou seja, garotos que ao se vestirem de meninas ficam assustadoramente parecidos com meninas, e meninas bonitas!

No entanto, as semelhanças param por aí. Ao contrário do que acontece em Love Stage!!, apesar de ser considerado um shounen-ai, o romance entre os garotos não é óbvio e muito menos o tema central da obra, mas apenas insinuado.

Além disso (talvez por ser mais antigo, de 2006) a arte é bem diferente e, devo dizer, talvez até bastante inferior em comparação ao anime da mesma autora produzido em 2010.

Mas, apesar disso, a diferença mais óbvia (além da própria história) é provavelmente a família dos protagonistas e, até mesmo, a personalidade do próprio protagonista. Ainda criança, Tooru perdeu os pais e, por isso, passou a ser criado pelos tios e junto com sua prima, como se fossem verdadeiros irmãos.

Agora que é mais velho, ele decide se transferir para um colégio masculino, para deixar de dar trabalho para o tio. Ao chegar lá, qual não foi sua surpresa ao ver uma menina usando um belo vestido com babados!

No começo ele não entende nada, pois todos parecem encará-lo e ele acaba dividindo o dormitório com dois garotos: Mikoto e Yuujirou. Diferente dos demais dormitórios, esse parece de alguma forma especial e é chamado de P-Room.

Não demora muito para que ele descubra o porque daquilo tudo: a escola tem uma velha tradição de vestir os alunos mais bonitos do primeiro ano como meninas, os quais serão chamados de Princesas (por isso P-Room, abreviação de Princess Room) e terão a função de participarem de espetáculos, além de agirem como líderes de torcida. Em troca disso, a escola se torna gratuita.

Com o objetivo de ajudar os tios a economizarem dinheiro, ele acaba se tornando a nova Princesa. Mas o que ele não esperava era passar a gostar do trabalho, além de formar uma grande amizade com as outras Princesas e o candidato a futuro presidente do conselho estudantil, e irmão de uma ex-princesa, Sakamoto-sama.

Isso também acontece com quem vê o anime, já que, a princípio, o trabalho de Princesa soa estúpido, e a história em sim, talvez um pouco tola. No entanto, conforme assistimos o anime, passamos a nos afeiçoar aos personagens e achar o trabalho de Princesa imprescindível para a escola.

O anime é fofo, as personagens são adoráveis e indico para qualquer um que queira dar umas boas risadas. No entanto, não creio que seja indicado para aqueles que buscam de fato um romance homossexual, já que, como disse, esse é apenas insinuado, e talvez até mesmo platônico, embora eu goste do casal.

Bem, o fato é que Princess Princess possui apenas uma temporada, com somente 12 episódios e nenhum OVA, além de 5 volumes do mangá lançado no Brasil pela Panini. Sem mais delongas, minha nota para esse anime é 8,5.

By Ana Beatriz

 

Kuroshitsuji


Também conhecido como Black Butler, Kuroshitsuji é um anime que, apesar de ser considerado shounen (logo, voltado para o público masculino), faz um enorme sucesso com as meninas ( possivelmente pelos personagens masculinos, principalmente o Sebastian, mas isso é só uma possibilidade).

Nele temos como protagonista Ciel Phantomhive, um garoto de 13 anos que perdeu seus pais num incêndio criminoso quando era mais novo e que agora administra a empresa Phantomhive (especializada em brinquedos infantis, embora também trabalhe em outros ramos), além de ter ganhado o título de Cão de Guarda da Rainha, passado de geração a geração na família Phantomhive. Ou seja, ele é obrigado a investigar crimes sobrenaturais do submundo da Londres do século XIX.

No entanto, apesar destes casos promoverem boas cenas de ação e bastante suspense, eles não são de fato o foco do anime. O foco principal é que, logo após seus pais morrerem, Ciel fez um pacto com um demônio chamado Sebastian Michaelis, o qual se tornaria seu mordomo, cuidaria dele até o dia de sua morte, o protegeria de qualquer perigo e o ajudaria a completar sua desejada vingança pela morte dos pais. Em troca, quando Ciel morresse, Sebastian tomaria sua alma.

Graças aos seus poderes sobrenaturais, Sebastian é o mordomo perfeito, é incrivelmente bonito e consegue proteger seu mestre com relativa facilidade (especialmente se seus inimigos forem meros humanos, sem qualquer poder sobrenatural).

Porém, ao contrário do que pode parecer, demônios não são os únicos seres sobrenaturais da obra, que também inclui shinigamis, anjos, cachorros demoníacos e pessoas com força extraordinária, entre outras coisas.

E, além de Ciel e Sebastian, também temos como personagens Lizzy, Mey-Rin, Finni, Bardroy e Tanaka (entre outros). Lizzy é uma garota de 13 anos que, vinda de uma família rica, é a noiva de Ciel. Incrivelmente fofa e alegre, ela é o oposto de seu noivo amargo, sofrido e sempre sério, mas tudo que ela quer é vê-lo sorrir, e ele também sempre está muito preocupado com seu bem-estar. Os demais personagens citados são os empregados da mansão, os quais podem não ser apenas simples empregados como se pensa no início do anime. Eles são muito atrapalhados e nos propiciam boas risadas.

No início, o anime pode parecer um pouco bobo, apesar de legal, focado mais na comédia. Mas, apesar de sempre ter momentos cômicos no decorrer do anime, o fator sobrenatural, as cenas de ação e o peso dramático ganham mais força, fazendo com que você já esteja viciado na metade da primeira temporada.

Por falar nisso, o anime possui 3 temporadas. A primeira contêm 25 episódios e 1 OVA, a segunda tem 12 episódios e 5 OVAs , e a terceira tem 10 episódios e 2 OVAs (bem grandes, quase um filme se juntar os dois). Além disso, o mangá ( publicado no Brasil pela Panini Comics) conta com 21 volumes, e apesar de serem um pouco mais raros, não é impossível encontrar os primeiros volumes. Também tem 1 filme sobre o anime (intitulado O Mordomo de Preto, pode ser facilmente encontrado na Netflix) que utiliza atores ao invés do desenho de fato e não é de todo ruim, embora nem um pouco fiel.

Reunindo comédia, drama, sobrenatural, suspense e ação, eu tive vontade de chorar nos finais de todas as temporadas, mas especialmente na última. Não só por ter um final triste (como todas as outras, por sinal), mas também porque estava me despedindo do anime que é completamente viciante, afinal, você se apega aos personagens de uma forma incomparável, realmente. Por tudo isso que eu disse até agora, creio que Kuroshitsuji esteja entre um dos melhores animes que vi até hoje, e merece meu 10.

Inugami-san to Nekoyama-san


 Inugami-san to Nekoyama-san é um shoujo-ai com 13 episódios e 1 OVA com uma história bem boba, logo, não tinha grandes expectativas. Mesmo assim, ainda consegui me decepcionar.

Nekoyama ( a garota no meio da foto, com cabelo roxo) tem a aparência física de um gato, mas na verdade adora cães, além disso, é um pouco solitária e pode se irritar facilmente e é muito tímida.

Já Inugami (a menina da direita, com o cabelo amarrado) pode lembrar um pouco um cachorro, mas adora mesmo gatos. Ela é sociável, amigável e calma, e não parece ter nenhum problema em expressar seus sentimentos.

As duas estudam juntas, e logo se veem atraídas uma pela outra, mas Nekoyama sempre responde com timidez aos avanços de Inugami, o que dificulta, e muito, o relacionamento entre as duas.

Como já disse, e devem ter notado agora pela sinopse, a história é um pouco boba e simples demais. No entanto, eu tinha esperanças de que o autor soubesse explorar melhor a história. Isso não aconteceu.

O autor não soube aprofundar os problemas causados pelas distintas personagens das protagonistas, e também não soube aproveitar o romance. Além de ridiculamente leve (mal tem um beijo no anime inteiro), também não tem muitos momentos de fato românticos. Se tem algo de bom nesse anime é que ele é um pouco fofo e incrivelmente rápido (os episódios não chegam a ter 5 minutos, em sua maioria), por isso minha nota é 5,5.

By Ana Beatriz

Tonari no Kaibutsukun


Tonari no Kaibutsukun, mais conhecido como My Little Monster, é um anime shoujo e school life que tem como protagonista Shizuku, uma garota totalmente CDF e fria que não tem amigos, não para de estudar e que não parece ter sentimento algum. Ela não se preocupa com as pessoas, jamais se apaixonou e, mesmo sem ter amigos, não se sente solitária ou triste por isso. Sua única preocupação são as notas.

Um belo dia a professora pede que ela vá entregar as anotações de seu caderno (obviamente em dia) para Haru, um garoto que abandonou a escola há um tempo. Quando ela chega lá, o garoto parece solitário e carente, sendo assim, logo faz amizade com ela e decide voltar a frequentar a escola.

Haru mora com seu primo, Mitsuyoshi, pois não quer morar com pai e muito menos com o irmão (que depois aparece para infernizar a sua vida), o qual parece odiar. Haru também tem sérios problemas com violência, batendo em qualquer um sem precisar de um bom motivo. Apesar disso, é um garoto inteligente que não precisa estudar para tirar boas notas.

Logo que Haru decide voltar para escola, ele e Shizuku acabam fazendo dois amigos: Natsume e Sasahara. Além disso, Haru também acaba tendo um galo como animal de estimação, o qual chama de Nagoya.

Natsume é uma garota incrivelmente bonita que, justamente por causa disso, é desprezada pelas meninas,  e está cansada dos meninos que apenas a bajulam por causa de sua beleza, sem se importarem com ela realmente. Ela se sente muito solitária e passa a maior parte do tempo na internet. Justamente por não ter nenhuma amiga, ela se desespera para fazer amizade com Shizuku. Além disso  ela raramente vai bem nos estudos e sempre precisa da ajuda dos amigos quando tenta não ficar de recuperação.

Sasahara é um jogador de beisebol engraçado que parece se dar bem com todo mundo, mas nutre uma especial afeição por Natsume. Sem contar que ele também é um dos únicos garotos que não a deixam nervosa por não conversar com ela somente por causa de sua beleza. Mas será que o que tem entre eles é só amizade mesmo ou algo mais? Para piorar tudo, no final do anime descobrimos que Natsume está interessada por outra pessoa…

Enquanto isso, o casal principal parece bem mais claro e menos misterioso do que o coadjuvante. Logo nos primeiros episódios Haru se declara para Shizuku, e não demora para ela admitir que sente o mesmo. No entanto, parece que o amor que eles sentem é diferente e Haru quer que eles estejam igualmente apaixonados antes de começarem a se relacionar de fato.

Além disso, Shizuku decide rejeitar Haru, pois o fato de estar apaixonada por ele dificulta sua concentração nos estudos, e a garota está determinada a continuar tendo as melhores notas da sala.Como se isso já não fosse o suficiente, talvez Haru não seja o único garoto interessado em Shizuku…e nem Shizuku a única menina interessada em Haru…

O anime tem apenas uma temporada com 13 episódios .O anime é bem fofo e engraçado, a maior parte dos personagens é adorável e os casais são totalmente shippaveis. Apenas o final deixa um pouco a desejar, sem esclarecer algumas coisas e por isso merece meu 9.

By Ana Beatriz

ESTRANHOS VIZINHOS – Thomas Berger


 

Esta é a história tragicômica de Earl Keese e sua esposa Enid, que têm suas vidas totalmente transformadas com a chegada de seus novos vizinhos. Harry, Ramona e seu cão Bebê são, na verdade, um grupo muito estranho.

O casal recém chegado espalha diversas confusões por onde passam, deixando qualquer leitor afoito em acompanhar as inúmeras situações estranhas envolvendo o seu vizinho Earl, como no episódio em que Harry pede o carro emprestado dele para comprar comida, alegando que o deles estava sem gasolina e acaba usando e não devolvendo como fora combinado. Earl então, para vingar-se do vizinho aproveitador, acaba soltando o freio de mão do carro de Harry e o mesmo acaba caindo em um pântano atrás da casa.

Morador do bairro há mais de vinte anos, Earl Keese chega próximo à loucura e o desfecho de tudo isso não poderia deixar de ser muito estranho também.

O resto, só lendo muito…

Mais um livro extremamente inusitado que vos trago. Não apontarei uma nota, pois gostaria que todos lessem e se possível me trouxessem suas opiniões.

Um beijo enorme no coração de todos.

Alex André

 

Love Stage!!


Um dos animes yaoi mais famosos que existem, Love Stage!! é praticamente um clássico do gênero, sendo conhecido por quase qualquer Otaku/Otame, e gerando opiniões muito divergentes a respeito da obra.

A história tem como protagonista Izumi, um garoto nerd e Otaku de 18 anos, que sonha em ser mangaká. Ele é tímido, introspectivo e incrivelmente sensível, nunca beijou ninguém e tem poucos amigos (os quais, por sua vez, são tão nerds quanto ele).

Tudo isso é justamente o contrário do que seria esperado dele, já que nasceu em uma família de artistas famosos, extrovertidos e talentosos: a mãe é atriz, o pai é ator e cantor, e o irmão mais velho é vocalista de uma boy band incrivelmente popular, especialmente entre as garotas adolescentes.

Em meio a tudo isso, o garoto se sente pressionado por eles (e pelo agente da família, Rei Segara) a também entrar para a indústria do entretenimento. Porém, o garoto é tímido demais para isso e não acha que tenha qualquer talento para o ramo.

A verdade é que ele é um artista muito expressivo, mas ficou traumatizado ao cometer um erro quando era pequeno e foi obrigado a gravar um comercial.

Nesse mesmo comercial, Izumi fora obrigado a se vestir como menina, substituindo a atriz mirim que não conseguiria chegar a tempo para as gravações.O problema é que Ryoma Ichijo (o ator mirim com quem Izumi trabalhou no comercial) acaba nutrindo uma paixão por Izumi, o qual ele acreditava ser uma garota.

Dez anos depois, Ryoma é um ator famoso e o galã do momento, quando recebe a proposta de gravar um comercial que teria como objetivo retratar os atores após tanto tempo. Ele aceita o trabalho com a condição de que seja, de fato, utilizado o mesmo elenco do comercial original. Incluindo, obviamente, a tal “garota” que jamais esquecera.

Após muita insistência de Rei, Shogo (o irmão mais velho), e até mesmo de seus pais, Izumi aceita se vestir de mulher e participar do comercial.

Ainda acreditando que se trate realmente de uma mulher, Ryoma decide se declarar para Izumi. Ao ouvir isso, Shogo revela toda a verdade, imaginando que isso iria acabar de uma vez por todas com os interesses de Ryoma por seu irmão, caso soubesse que ele é homem.Mas dez anos de amor não acabam assim tão fácil…

O anime é muito fofo, repleto de piadinhas, algumas cenas românticas, e outras cômicas, e os personagens são simplesmente adoráveis, especialmente (na minha opinião) o protagonista. O anime é bem curto e rápido de assistir, com apenas 10 episódios e 1 OVA, até dá vontade de ter uma segunda temporada, mas essa não existe,nem se sabe se um dia vai existir. Por tudo que eu falei até aqui, a minha nota para esse anime é 9,5.

By Ana Beatriz

 

Junjou Romantica


Junjou Romantica é o primeiro anime BL de Nakamura Shungiku, autora também de Sekai-ichi Hatsukoi, sendo por isso mais conhecido, apesar de eu achar o último um pouco melhor.

Ao contrário de Sekai-ichi Hatsukoi, que é um shounen-ai, Junjou Romantica é yaoi, ou seja, tem cenas um pouco mais pesadas, mas nada muito explícito, tampouco vulgar.

Nesse anime, o protagonista Misaki é um estudante comum cursando o último ano do Ensino Médio, e, assim como qualquer garoto de sua idade, anda preocupado com as provas e o cada vez mais próximo vestibular(não sei se no Japão é exatamente um vestibular, mas ele está preocupado em ser aceito na faculdade que deseja).

Por causa disso, e de suas notas baixas nas últimas provas, o irmão mais velho de Misaki( que foi o responsável por sua criação após a morte dos pais em um acidente de carro) pede para Usagi-san lhe dar aulas particulares.

Usagi-san, além de ser amigo de Takahiro(irmão mais velho de Misaki)do colegial, e nutrir por ele um amor platônico, é também um famoso autor premiado de romances.No entanto, o que poucos sabem é que ele também escreve mangás yaoi.E adivinhe o nome do amante do protagonista desses mangás?Exatamente: Takahiro.

Misaki acaba lendo um desses mangás, e , inicialmente, fica com raiva.Porém, passada a raiva inicial, um romance acaba se desenvolvendo entre os dois que, por uma série de acontecimentos, passam a dividir o apartamento.

Este é o casal principal, denominado Junjou Romantica, mas o anime de mesmo nome também possui outros dois casais muito importantes:Junjou Egoísta e Junjou Terrorista.Além de contar também com duas histórias menos relevantes:Junjou Mistake e Junjou Minimum.

Junjou Egoísta conta a história do envolvimento entre Hiro-san e Nowaki. O primeiro está chorando no parque logo após ter sido rejeitado por Usagi-san quando avista Nowaki. É amor á primeira vista, mas num belo dia, Nowaki decide estudar medicina nos Estados Unidos.

Junjou Terrorista tem como tema o relacionamento de Shinobu e Miyagi.Miyagi é um professor de literatura que utiliza-se do humor para esconder os sentimentos, é recém divorciado e que, antes mesmo de conhecer a ex-mulher, sofreu a perda de um grande amor.Sua vida corre como o esperado até o irmão mais novo da ex(Shinobu)aparecer declarando seu amor por ele, mesmo sendo apenas um colegial.

Junjou Mistake narra o romance entre Isaka-san e Asahina, que começou 10 anos antes do início da série.O casal também aparece, mesmo que brevemente, em Seka-ichi Hatsukoi.

Já Junjou Minimum é uma história mais interessante para conhecermos melhor Hiro-san e Usagi-san(principalmente ele) do que para de fato torcermos pelo casal, já que mostra a infância dos dois, como se conheceram, e como acabaram ficando tão envolvidos.

O anime conta com 3 temporadas( tendo sido a última lançada em julho deste ano) e 1 OVA.Imagina-se que haverá mais uma temporada, mas não se tem nada confirmado ainda.Para quem prefere mangás a animes (não é o meu caso) infelizmente este só pode ser encontrado em alemão.

Bem, apesar de ainda preferir Sekai-icho Hatsukoi, isso foi mais por uma questão de identificação com o protagonista, já que Junjou Romantica é igualmente fofo, enraçado e emotivo, além dos personagens igualmente apaixonantes, e para mim é nota 10.

by Ana Beatriz

 

 

O Mercador de Veneza – William Shakespeare.


Personagens principais:

Antônio – mercador de Veneza, empresta dinheiro aos outros, sem cobrar juros.

Bassânio – nobre amigo de Antônio – apaixonado por Pórcia

Pórcia – rica herdeira, que só se casará com o pretendente que acertar qual dos porta-joias (chumbo, prata ou ouro) é o correto e que contém seu retrato.

Shylock – judeu ururário e desalmado, pai de Jéssica.

Jéssica – filha de Shylock, apaixonada por Lourenço.

Lourenço – amigo de Antônio e Bassânio, apaixona-se por Jéssica.

A história começa na Veneza do Séc. XVI, uma das mais importantes cidade do mundo, naquela época. Bassânio pede um empréstimo de 3.000 ducados ao amigo Antônio, para realizar uma viagem de três meses e casar-se com a jovem Pórcia. Porém, Antônio não dispõe dessa quantia, pois seus navios ainda não haviam voltado do alto-mar e oferece-se, então, para ser fiador do mercador Shylock, judeu desalmado que odiava Antônio, porque o mesmo concedia empréstimos sem juros e por Antônio ser anti-semita.

Para conceder o empréstimo, ele firma uma proposta que, se não for paga até a data especificada, dá-lhe o direito de tirar uma libra de carne de onde quiser de Antonio. Bassânio recusa-se a aceitar tais condições, mas seu amigo aceita.

Enquanto isso, os dois primeiros pretendentes de Pórcia escolhem os porta-joias errados: um de ouro e outro de prata e são rejeitados. Bassânio escolhe o de chumbo e recebe a mão da bela jovem, em casamento.

Em Veneza, Antonio recebe a notícia de que seus navios naufragaram nos rochedos e ele está, dessa maneira, pobre.

Shylock, revoltado com sua filha Jéssica ter fugido e gastado suas economias com Lourenço, um cristão e amigo de Antônio e Bassânio, resolve vingar-se cobrando a dívida, sem aceitar nenhuma barganha em troca.

O resto, como vocês já sabem, só lendo muito…

Um livro de relativa compreensão, linguagem acessível. Nota 9.