NÃO CHEGUE TÃO PERTO – Luana Lewis

Tome muito cuidado com quem
você convida a entrar

Resultado de imagem para não chegue tão perto

Querida Família Lendo Muito, é com esta frase impactante que inicio a minha resenha de Não Chegue Tão Perto: livro de estréia da autora e psicóloga clínica Luana Lewis.

Às 15 horas do dia 7 de janeiro de 2011, Stella ouviu sua campainha tocar insistentemente, no hall de entrada de sua linda e enorme residência de Hilltop, situada ao pé das colinas de Chiltern, Inglaterra.  Antes de atender à porta, ela ficou se perguntando como alguém conseguira passar pelo sensor de intrusos, sem que ele disparasse, e como alguém, em seu juízo perfeito, sairia do aconchego de sua casa numa nevasca tão forte?

Ela então dá de cara com uma linda garota loira, diante de sua porta, pedindo para entrar e usar seu telefone; algo que Stella recusa a princípio, mas acaba aceitando, com medo que a garota morresse de frio naquele tempo horrível.

Após entrar, a garota disse que se chamava Blue Cunningham e  viera até ali para falar com o dr. Max Fisher, o marido de Stella, pois descobrira há muito pouco tempo que ele era seu pai biológico!!!

Mesmo sem acreditar muito no que Blue lhe falara – afinal, quem teria um nome destes, ela pensou -, Stella tentou, sem obter sucesso, falar com seu marido pelo celular. Ela então resolveu ligar para Peter Harris, um antigo namorado policial, e contar-lhe tudo a respeito de Blue; Peter prometeu-lhe que checaria no banco de dados da polícia se alguma garota encaixava-se na descrição que ela lhe passara e retornaria  assim que tivesse a resposta.

Após ouvir o click do telefone, Stella deu-se conta que estava presa em sua própria casa, com uma completa estranha, e não tinha certeza alguma se poderia suportar tal barra; ela tomou a decisão de trancar a garota em seu próprio quarto, até descobrir mais a seu respeito.

Peter resolveu ir até a casa de Stella e contar a ela pessoalmente que Blue era ninguém mais, ninguém menos que a filha de Lawrence Simpson!!!

Ao ouvir aquele nome, o sangue de Stella congelou em suas veias, pois aquele homem era o responsável pela sua agorafobia e seu completo isolamento…

O resto, só lendo muito!

Luana Lewis, aproveitando-se de sua vasta experiência como psicóloga, conseguiu criar um thriller psicológico muito bom, com um enredo muito bem elaborado e convincente, mas pecou um pouco no final, deixando-o previsível. O que eu mais gostei foi o fato da autora utilizar uma narrativa que se desenrola em três períodos distintos de tempo.

Recebe 3 estrelas!

Espero que vocês realmente tenham gostado.

Um xandylhão de beijos no coração de cada um de vocês!

Alex André (Xandy Xandy)

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s