ANTES DO CIRCO – Jerônimo Teixeira

Resultado de imagem para livro antes do circoQuerida Família Lendo Muito, a resenha que trago-vos nesta véspera de natal é de mais um livro adquirido em uma das máquinas de livros do metrô de São Paulo.

Trata-se de Antes do Circo, obra de autoria do premiado escritor gaúcho Jerônimo Teixeira.

Em cada uma das onze histórias que fazem parte desta coletânea, o autor explorou temas dos mais variados, como drama, comédia, erotismo, quebrando todos os paradigmas entre o real e o absurdo, sem jamais desrespeitar o leitor.

Através de sua escrita brilhante o autor conseguiu criar uma aura diferente para cada história; os personagens criados por Jerônimo Teixeira são vulneráveis e, de uma hora para outra tornam-se fortes.

Como sempre costumo fazer aqui no Lendo Muito, selecionei as duas histórias que mais me encantaram:

1. Melodrama
Num dia de muito calor, um rapaz e sua namorada apaixonada enganam seus pais com desculpas arrumadas e lançam-se nus, às margens do lodacento rio Caí.

Na época em que se passa a história, as moças eram mais recatadas e não tinham qualquer envolvimento sexual com os rapazes, mas esta pobre coitada estava sendo enganada há bastante tempo pelo cafajeste do namorado; através de sua lábia, o pulha convencera a pobre moça a entregar-se totalmente de corpo e alma para ele, fazendo-a acreditar que ele casaria com ela.

Entretanto, o velhaco não queria nada além de favores sexuais da pobre pequena, que sempre pedia a ele uma prova do seu amor.  Ele resolveu então conceder-lhe a tal prova, realizando um belo salto no rio.

Ele subiu na ribanceira, bateu no peito, tal qual Tarzan, gritou  “eu te amo” para ela e lançou-se ao rio,  indo bater com a cabeça em um tronco submerso…

2. Reduzir a pó os testículos

Este conto tem apenas duas páginas, mas parece ter mais de cem, dada a sua riqueza de detalhes.

Uma prostituta é sempre maltratada pelo mesmo cliente, que costuma puxar com força seus cabelos, morder seus mamilos e até arranhar seu rosto.

A perversão deste depravado só aumenta a cada dia que se passa, e ele chega até a levar um terço e exigir que ela reze enquanto ele a penetra de maneira violenta e, antes de ir embora, cospe em sua cara.

Tudo muda quando, certo dia, o desprezível ser abre demais a sua guarda, pedindo para sua vítima que acorrente seus pés e braços à cama.

Neste dia em questão, a caça virou caçador…

O resto, só lendo muito!

Livro digno de 3 estrelas.

Espero que vocês realmente tenham gostado.

Feliz natal para todos e um xandylhão de beijos no coração de cada um de vocês!

Alex André (Xandy Xandy)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s