Contos En… Cantos & Peripécias – Andrade Jorge

Contos En... Cantos & PeripéciasBom dia, querida Família Lendo Muito!

Trago-vos hoje a resenha de um livro que eu recebi de presente de uma pessoa muito iluminada e querida: minha amiga e irmã Lua Andrade, do maravilhoso blog Caderno da Lua!

Trata-se do livro Contos En… Cantos & Peripécias, de autoria do brilhante poeta Andrade Jorge, que é simplesmente o pai da doce Lua.

Como o próprio título já diz, os nove contos aqui selecionados são capazes de encantar a qualquer leitor, pois são muito bem construídos por este trovador que, para nossa sorte e deleite, resolveu aventurar-se pelos campos da prosa.

As histórias são ambientadas em lugares diversos e épocas bem distintas. Neste livro, o drama e a desilusão muitas vezes caminham de mãos dadas com a ironia e o humor; a temática escolhida é a mais variada possível, e envolve traição, vingança, corações partidos, mortos que ressuscitam, amores não correspondidos, demonstrando a grande versatilidade do autor.

Foi muito difícil escolher dar destaque para apenas dois contos, já que eu gostei de todos.
No final, fiquei com estes:

1. A Mulher do Barbeiro
Cássia Maria, além de esposa do barbeiro Plácido, a quem ele apelidara carinhosamente de “pombinha”, era uma mulher muito bonita e fogosa, cantada em verso e prosa por todos da pequena Buriti.

Mas, como toda a ave que se preza, ela também gostava de “voar” fora do seu ninho. A cada semana ela saía com um amante diferente, sempre escolhendo alguém da “turma das seis”, que frequentava o salão do marido ciumento e cego de amor.

Plácido reparava na ausência de um membro diferente da “turma dos seis”, mas os outros sempre davam uma desculpa para a falta do colega e ele sempre engolia…

Certo dia, uma grande empresa de cosméticos estabeleceu-se na região, trazendo técnicos especializados para morarem na cidade, além de gerar mais empregos e dinheiro para os cofres públicos.

Um dos técnicos contratados era Rodolfo Augusto, um afrodescendente a quem todos chamavam de Rodô. Além de alto e bonito, Rodô era também gabola e metido a conquistador. Ele tinha até um ditado pessoal: “Vacilou Rodô entrou!”

Certo dia, ele jogou todo o seu charme em cima de Cássia Maria, e a “pombinha” voou para o lado dele, rejeitando todos os demais amantes, dali em diante.

Rodô só não fazia ideia da enrascada que estava se metendo; enrascada esta que mudaria para sempre seu ditado para:

“Vacilou Rodô entrou…numa fria!”

2. Morango com Chantily e Champagne
Roberto era um bem-sucedido profissional da área de marketing e estava casado há bastante tempo com Cecília. Eles tinham uma vida bem tranquila e eram muito bem relacionados. Entre suas amizades, destacava-se o casal Sílvio e Caroline, com quem sempre jantavam e viajavam.

Caroline também trabalhava na mesma empresa de Roberto; como bons amigos, eles sempre conversavam sobre tudo, inclusive sobre o casamento de ambos que não ia nada bem. E, conversa vai, conversa vem, logo ficaram um pouco mais íntimos…

Até o dia em que uma viagem foi agendada pela empresa onde eles trabalhavam e ambos deveriam viajar para representar a empresa em um congresso importante. Eles ficariam hospedados no mesmo hotel e já faziam planos de “algo mais”.

Ciça, como Cecília era mais conhecida, ouviu Roberto conversando com Caroline sobre os preparativos da viagem e logo percebeu que ambos estavam marcando um encontro amoroso para depois do Congresso.

Ela ficou muito mal com aquilo e resolveu vingar-se da amiga e do marido de um jeito criativo e muito inusitado: ela se passaria pela amiga e faria o marido transar com ela, sem saber que era ela.

Para tudo dar certo, ela teve que enviar um telegrama para o hotel em que eles ficariam hospedados, passando-se por Caroline. No telegrama, ela detalhava uma fantasia sexual que ela fazia questão que seu “amante-marido” realizasse. 

A fantasia envolvia luzes apagadas, roupa íntima vermelha e provocante, uma champagne francesa gelada, morangos e chantily…

O resto, só lendo muito!!!

Um livro realmente maravilhoso, digno de receber 5 estrelas.

Espero que vocês tenham gostado.

Um xandylhão de beijos no coração de cada um de vocês!

Alex André (Xandy Xandy)

6 comentários sobre “Contos En… Cantos & Peripécias – Andrade Jorge

  1. Quero agradecer à minha filha Lua (só poderia ser uma lua mesmo para iluminar as noites literárias) por essa colher de chá (acho mesmo que é uma pá de chá) colocando meu livro Contos, En…cantos&Peripécias em evidencia em seu sítio literário, e agradecer ao Alex André pela maravilhosa resenha digna de um prefácio. Quanto aos contos escolhidos confesso que também tenho uma quedinha por eles. Obrigado gente, pessoas como vocês fazem o mundo ficar um pouco melhor. Continuem!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s