Loney – Andrew Michael Hurley

Resultado de imagem para capa livro loneyQuerida Família Lendo Muito, nada como começar a semana com uma nova resenha escrita por mim e pela Ana Paula, nossa nova autora do blog.

O livro tem como cenário um lugar na Inglaterra chamado Loney – uma antiga foz de baía morta, que enchia e baixava duas vezes por dia e também escondia segredos obscuros em suas areias lamacentas.

E é neste lugar misterioso que um menino esperto, conhecido por Tonto (parece até gozação, mas não é) e Andrew (Hanny), seu irmão mudo, fazem na Páscoa um retiro espiritual, com o intuito de curarem a mudez de Hanny.

Além da família dos dois garotos, o padre Wilfred e os membros da paróquia local também são frequentadores assíduos de Loney. Contudo, algo de muito estranho acontece quando o padre volta de uma dessas viagens a Loney:  ele passa a apresentar um comportamento muito estranho; parecia até que havia visto algo que afugentara de vez a sua fé!!!

Até o falecimento do padre Wilfred, a família jamais havia voltado para aquele lugar misterioso, por medo do que poderia realmente acontecer ali. 

O jovem e liberal padre Bernard assume a paróquia, contrariando as expectativas dos fiéis da paróquia, que esperavam um padre conservador. Mesmo com um padre fora dos padrões, a mãe de Tonto resolve tentar mais uma vez a cura milagrosa de Hanny em Loney.  

A partir desse momento, a família dos garotos começa a receber avisos ameaçadores dos antigos moradores do local, desencorajando-os a voltarem àquele local amaldiçoado.

Enfrentando corajosamente a todos, a família resolve rumar para Loney. Passeando pelo lugar, os dois garotos dão de cara com algo que mudará suas vidas para sempre; algo que estava adormecido há trinta anos e resolveu reaparecer agora…

O resto, só lendo muito!!!

O livro tinha tudo para ser um grande sucesso do gênero de terror, com um enredo promissor e assustador, mas decepcionou-nos quase por completo. O ritmo da história é lento demais, chegando até a ser sonolento; a história é por demais confusa também – foi até difícil para entendermos o final, acreditem. O “terror psicológico” que o livro prometia deve ter ficado preso em algum lugar da mente do autor, e de lá jamais mais saiu. Leva uma nota 5, porque estamos sendo bondosos!

Espero que tenham gostado.

Desejamo-lhes uma uma ótima semana.

Um beijo no coração de todos!

Alex André & Ana Paula

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s