São Julião, o hospitaleiro (Três Contos)- Gustave Flaubert

Boa tarde, querida Família Lendo Muito!

Resultado de imagem para capa são julião o hospitaleiro flaubert

Terminei a leitura do livro: “São Julião, O hospitaleiro”, que é composto por três contos: “São Julião, O hospitaleiro”; “Herodíade” e “Um Coração Simples” (resenha aqui no blog).

A resenha que prepare para vocês é a de “São Julião, o hospitaleiro”.

Nossa história começa com a excelente vida que os pais de Julião levavam, já que eram muito ricos e moravam em um rico palácio. Na noite em que sua mãe deu à luz, um eremita chegou bem próximo do seu leito e disse-lhe que Julião seria um santo. Este homem não foi visto entrar ou sair por mais ninguém do palácio, o que era muito estranho.

Já seu marido recebeu a visita de um cigano ao amanhecer. O mesmo afirmou que Julião seria um imperador e sumiu na neblina da manhã, sem que ninguém conseguisse mais encontrá-lo.

Os esposos resolveram esconder um do outro a visão e a profecia que ouviram, tratando o menino com igual carinho. O garoto então cresceu cercado por todas as regalias que poderia receber de dois pais ricos e amorosos.

Desde jovem, seu pai ensinou-lhe a arte da caçada e ele tornou-se um exímio caçador. Contudo, o sangue dos animais parecia enfeitiçá-lo, pois ele não se contentava em abater um ou dois animais: ele gostava de promover um verdadeiro massacre, abatendo vários animais por noite, apenas pelo prazer da matança.

Certo dia, após uma noite em que já havia caçado vários animais, ele viu um cervo negro, uma corça e seu pequeno filhote. Ele partiu para cima do trio e matou o filhote na frente da pobre corça; depois matou-a, sem piedade. Ao tentar matar o cervo, levou um tremendo susto: mesmo ferido, o cervo tentava rasgar-lhe o peito com sua galhada. Antes de cair morto, o cervo negro olhou em seus olhos e rogou-lhe a seguinte praga:

“Maldito! Maldito! Maldito! Um dia, coração feroz assassinará teu pai e tua mãe!”

Julião voltou para casa e ficou cerca de três meses sem dormir direito. Quando restabeleceu-se por completo, decidiu que não mais iria caçar.

O jovem partiu de casa para fundar um exército particular, composto por homens corajosos. Ele resgatou o  imperador de Ocitânia das mãos do califa de Córdoba, e acabou por casar com a filha do imperador, herdando o castelo que pertencera a falecida mãe da jovem.

Numa noite, sua jovem e linda esposa encorajou-o a partir sozinho para uma caçada. Enquanto Julião experimentava uma noite de caça desastrosa, não conseguindo abater um único coelho sequer, sua esposa recebia a visita de um casal de idosos mendigos. Eles identificaram-se como pais de Julião; ambos haviam vendido tudo o que tinham para encontrar seu amado filho. A esposa de Julião ficara muito feliz em conhecer os pais do marido e arrumou-lhes um quarto para que eles esperassem o filho amado.

Quando Julião retornou de madrugada da sua caçada frustrada, o gosto de sangue e de carne o afetou com toda a força que ele acabou subindo correndo os três andares do castelo e derrubando a porta do seu quarto com apenas um muro.

A lembrança da bela esposa conseguiu aplacar sua fúria sanguinária. Mas, o que ele encontrou naquele quarto fez com que ele tomasse uma atitude que iria mudar os rumos da vida dele para sempre.

O resto, só lendo muito!!!

Apesar de Flaubert ter escrito apenas cinco livros, ele é considerado um dos autores mais completos de sua época, pois ele trabalhava muito profundamente suas personagens. Este foi o primeiro livro escrito por Gustave Flaubert, mas o último a ser publicado. Algumas pessoas na época em que ele apresentou-lhes o manuscrito sugeriram a ele que esquecesse o projeto. Ele só veio a publicar este livro, após seu sucesso com “Madame Bovary”. Nota 9!

Espero realmente que tenham gostado.

Um beijo no coração de cada um de vocês!

Alex André

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s