L’ Accademia: Cotidiano do Cloro – Dog

LNo 2º volume da trilogia do esporte amador, que teve início com SEM CHUTEIRAS E SEM UNHAS JOGUEI NO PIOR TIME DO MUNDO, meu querido amigo Dog (Arlindo Gonçalves) não poderia deixar de falar também do futebol que ele e seus amigos tanto amavam e que praticavam no campinho de terra perto de casa. Contudo, depois de muitos jogos e machucados, todos perceberam que jogar futebol não era definitivamente a praia deles.

 O pai do Dog construiu uma piscina na casa dele, mas aquilo estava mais para um tanque, já que não fora escavada no chão e sim erguida com blocos e cimento. A própria mãe do Dog era quem fazia o tratamento da água, para que ele e seus amigos se divertissem a valer, apesar das paralisações frequentes para vedar as rachaduras que sempre surgiam na piscina. O único que não frequentava de jeito algum a piscina era o Quatro Olhos, que tinha apartamento na praia e achava que a piscina do Dog era uma “coisa de pobre”. A diversão durou até o momento em que o Dog e seus amigos já não mais usavam a piscina com frequência, pois todos haviam começado a trabalhar. Exposta ao sol e cheia de rachaduras ela acabou sendo demolida.

Após a morte de seu pai, vitimado por Alzheimer, Dog resolveu retomar o seu amor ao cloro. Ele e seu amigo de faculdade Possmoser começaram a frequentar L’Accademia,  academia de ginástica que ficava na Zona Leste e já estava em início de decadência quando eles se matricularam. Os aparelhos já eram bem gastos e a maioria dos chuveiros encontravam-se queimados, acreditem!!!

Na Accademia, eles tiveram aula com a Hidra, que era a professora de natação. A mesma era muito bonita e também sádica. Exigia sempre o máximo dos alunos e era muito desbocada. Também participaram de arranjadas competições de natação e acompanharam, durante todo o tempo que ali frequentaram, o declínio daquele lugar…

O resto, só lendo muito!

A atividade física está ligada à saúde, ao bem estar, mas não precisa ser apenas algo mecânico ou espartano. Pode ser algo bem prazeroso  e até muito divertido!!!  É isso que o querido Arlindo Gonçalves demonstra, de forma genial, em cada página do livro. Nota 1000.

Aproveito para agradecer o Arlindo também por enviar-me  um exemplar autografado, pois naquele momento eu vivia um momento de depressão e através da leitura do livro eu comecei a dar os primeiros passos para enterrar de vez esse período e retomar a minha vida!

Um beijo no coração de todos!!!

Alex André

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s