School Days

Depois de um bom tempo sem fazer isso, finalmente voltei com uma resenha de anime, mas, infelizmente, receio não ter voltado  com chave de ouro como queria. Um dos  primeiros haréns  que vi, School Days também é um romance e seinen, e um anime que no começo promete, mas depois decepciona.

Para quem não sabe, harém é um gênero no qual diversas garotas gostam do mesmo garoto ou vice-versa, mas isso não significa necessariamente que uma mesma pessoa (em geral o/a protagonista, que é o alvo das atenções) se relacione com todos os interessados, podendo tratar-se apenas de uma série de paixões platônicas.

E logo no início, era exatamente isso que esperava de School Days, que começa bem romântico e fofo, parecendo um típico shoujo, e não demora para que saibamos que há mais do que apenas uma garota sentindo-se atraída pelo nosso protagonista, Makoto.

Makoto, por sua vez, é um garoto comum que vai todos os dias de trem pra escola e, no seu trem sempre acaba encontrando e admirando uma garota que estuda em sua escola, embora não na mesma sala, de forma que ele sequer sabe seu nome.

O fato é que havia surgido entre os estudantes uma superstição. Segundo ela, caso você usasse uma foto da pessoa amada como descanso de tela do seu celular, vocês acabariam juntos. Mesmo sem acreditar realmente nisso, ele o faz, imaginando que jamais ninguém descobriria e que a ação não surtiria qualquer efeito.

No entanto, Sekai, a sempre alegre e espontânea garota que senta-se do lado dele, sabe de qual sala vem a desconhecida menina do trem presente no celular do Makoto e, ao ver a foto, decide juntá-los.

Não demora para que conheçamos Kotonoha, “a desconhecida menina do trem”, que, além de ser da sala 4, é surpreendentemente romântica e inocente para alguém do Ensino Médio, além de muito solitária, pois é excluída pelas demais garotas por conta de sua beleza.

Ela confessa que sempre o via no trem e que  também nutria sentimentos por ele, e assim começa o namoro. A questão é que nenhum dos dois nunca tinha namorado antes, e a inocência e o pudor de Kotonoha, sem falar em sua visível sensibilidade, deixam Makoto confuso, deixando-o sem saber como agir e impedindo-o de realizar seus reais desejos.

Como se isso já não bastasse, Sekai acaba beijando Makoto, mas depois age como se nada tivesse acontecido e decide continuar ajudando o casal. Com esse objetivo, ela decide dar um “treinamento especial” para o garoto entender como o garoto deveria fazer para se aproximar mais da namorada. Nesse “treinamento” eles acabam se relacionando bem mais intimamente do que o esperado, e após isso, Makoto alega querer abandonar Kotonoha e ficar apenas com Sekai.

O problema é que Kotonoha simplesmente se recusa a aceitar o término do namoro e de fato se agarra na crença de que ainda é a namorada dele, mesmo que todos digam o contrário (inclusive, após um tempo, o próprio Makoto).

E, é a partir do momento que Makoto fica com Sekai oficialmente, que o anime começa a declinar e o autor parece ter se perdido no enredo. Sim, pois contrariando as expectativas dos telespectadores, Makoto deixa de ser um simples garoto inexperiente em dúvida entre duas garotas e, quando você menos espera, ele já traiu Sekai com praticamente todas as meninas da história.

Além de perder o romance no anime e nossa simpatia pelo protagonista, isso torna o anime também muito bobo e repetitivo, chegando a ser cansativo, já que uma boa parte dos episódios é focada pura e simplesmente nas traições.

Daí pra frente tudo o que eu disser é spoiler, mas tudo é que posso afirmar é que ter tantas garotas envolvendo-se com o mesmo rapaz não poderia trazer um bom resultado e isso é realmente levado ao extremo nesse anime. O final, embora um tanto estranho, é inegavelmente inesperado e surpreendente, e confesso que até que gostei dele. Então, puramente pelo início e pelo fim, minha nota para School Days é 6, já que o meio não possui qualquer conteúdo.

By Ana Beatriz

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s