O oráculo oculto-Rick Riordan

Mais um livro infanto-juvenil de fantasia, envolvendo mitologia greco-romana, o famoso autor de Percy Jackson inova no primeiro volume de As provações de Apolo pela mudança de caracterização do protagonista. Agora não se trata mais de um garoto adolescente aparentemente comum que repentinamente descobre sua linhagem divina/mágica e, consequentemente, um novo mundo sobrenatural baseado em mitos antigos que ele, em geral, desconhece. Pelo contrário, o protagonista é Apolo, um antigo deus grego acostumado com sua imortalidade e  poderes incríveis e que de repente se vê jogado (literalmente) no mundo moderno como um mortal comum de 16 anos.

Apolo é conhecido por ser um dos deuses mais vaidosos e metidos do Olimpo, o que, especialmente no início da narrativa, confere uma boa quantidade de humor ao texto, já que este começa reclamando de coisas ridículas, como a ausência de tanquinho ou a presença de espinha.

Pois é, ele, o grande deus do sol, se tornou um adolescente de 16 anos que, apesar de não ser feio, tem espinha, não tem tanquinho e não possuí qualquer experiência amorosa, além de ter um nome risível: Lester Papadoulos. Tudo isso apenas porque ele permitiu que um de seus descendentes, Octavian, quase promovesse uma guerra civil entre semideuses gregos e romanos! Injusto, não?

O fato é que essa não é a primeira vez que seu pai, Zeus, lhe aplica esse tipo de punição. Graças a isso, ao menos ele tem uma ideia do que fazer:encontrar um semideus e firmar um acordo de obediência com ele que geralmente dura por volta de um ano.

Não demora para que ele encontre Meg: uma moradora de rua que luta com lixo, mas também é capaz de invocar karpoi (espíritos dos grãos) e duas espadas de uma só vez. Ela é franca, direta e nem um pouco vaidosa, mas luta bem demais para alguém que jamais recebeu qualquer tipo de treinamento. Desgostoso, Apolo se vê sem opção e firma acordo com ela.

A princípio, o plano do ex-deus é basicamente ser salvo. Com esse objetivo, ele busca Percy Jackson, o qual diz que não quer se envolver em novos problemas mas concorda em levá-los até o Acampamento Meio-Sangue.

Lá, Apolo imaginava que Quíron e os semideus o receberiam festivamente e concentrariam esforços para descobrir uma forma de lhe devolver os poderes e a imortalidade. A questão é que o Acampamento já está cheio dos próprios problemas.

O Oráculo não funciona, assim como também não funcionam quaisquer meios de comunicação (mensagens de Íris, mensagens de Hermes, celular, e-mail, etc.) e, para piorar, agora alguns semideuses começaram a sumir inesperadamente. É, parece que a vida de Lester Papadoulos será muito mais complicada do que ele esperava…

O que talvez seja o mais interessante, do meu ponto de vista, nesse livro, é a forma como ficamos conhecendo melhor Apolo. Não a visão comum e superficial do grandioso deus Apolo, não os mitos de seus feitos incríveis. Mas sim o verdadeiro Apolo, sua dor, seus defeitos, a forma como ele pensa e sente e, entre tantas, quais são as histórias de amor que ainda o fazem sofrer.

É muito forte nesse livro também a relação entre Apolo e seus filhos (alguns dos quais aparentam ser mais velhos do que ele) e a forma que o autor se utiliza para descrever vários aspectos da condição de humano pelos olhos de alguém que não nasceu acostumado a isso. Indico o livro a todos os fãs de Percy Jackson e Os Olimpianos e de Os Heróis do Olimpo, pois a obra conta com inúmeras citações a fatos ocorridos nestas sagas anteriores e até mesmo com a aparição de alguns de seus personagens, além da abordagem do tão aguardado casal Wico/Solangelo. Por tudo que disse até aqui, minha nota para O oráculo perdido é 9.

By Ana Beatriz

Anúncios

3 comentários sobre “O oráculo oculto-Rick Riordan

  1. Mais uma resenha muito bem escrita por você, minha querida irmãzinha. Apesar de não ser fã de livros de fantasia, confesso que fiquei, de certa forma, bem interessado.
    Um beijo enorme e aproveite bem seu final de semana, irmãzinha querida.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Mais uma vez, muito obrigada! Acho muito bom que você tenha gostado, até porque ainda tenho esperanças de um dia te viciar em fantasia, sagas e/ou anime kk.
    Beijos, aproveite o seu também 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s