Tokyo Ghoul#3-Sui Ishida

O terceiro volume de Tokyo Ghoul é recheado de spoilers de seus mangás anteriores, então, caso você não tenha lido-os ou visto anime e não queira spoilers, sugiro que pare de ler por aqui.

Após a morte de Ryoko-san, Hinami-chan vive sob os cuidados de seus amigos na Anteiku e ainda tenta se recuperar da tristeza de ter perdido a mãe. Dessa forma, sua vida se resume basicamente a dormir em horários irregulares, ela não come desde o ocorrido e seus únicos momentos de relativa felicidade são quando ela lê os jornais trazidos por Touka ou os livros que ela recebeu de Kaneki.

Enquanto Hinami se afoga em tristeza, Touka parece ferver de raiva, tendo o desejo de vingar a morte dos pais de Hinami, já que esta é nova demais para fazê-lo. Por causa disso, ela decide atacar diretamente os “Pombos”, o que só piora ainda mais a situação por atrair maior atenção da CCG para o Distrito 20.

Ao contrário do que pode parecer, Kaneki também não saiu emocionalmente ileso do assassinato de Ryoko, sentindo-se culpado por ter presenciado a cena e não ter conseguido defendê-la, ele decide finalmente se aceitar como ghoul e começa a treinar táticas de luta com a Touka.

Como se isso tudo já não fosse o suficiente, existe ainda mais um problema: no momento da morte de Ryoko-san, Hinami estava presente e, o pior de tudo, sem máscaras. Isso faz com que a CCG, especialmente os funcionários Mado-san e Amon-kun que causaram tudo, abra uma investigação contra a garota, com o objetivo de exterminar de vez a família Fueguchi.

Sabendo disso, Touka e Kaneki se disfarçam como jovens estudantes comuns e vão até uma unidade da CCG, passando-se por informantes. Mas é óbvio que eles fornecem informações contrárias á real localização de Hinami.

O problema parece resolvido, no entanto, um belo dia Hinami foge da Anteiku e qual não é surpresa quando ela acaba parando justamente no local falsamente indicado por eles? E no mesmo instante em que ela aprece no lugar, Mado e Amon estão lá averiguando as informações…

Apesar de não haverem acontecimentos tão tristes quanto o volume anterior, este mangá também é muito dramático, possuindo uma forte carga psicológica e emocional, não só pela condição evidentemente abalada dos personagens, mas também porque é nele que nos deparamos com a principal questão da história afinal: será que os ghouls merecem viver? Estariam eles errados em se alimentarem de pessoas ou certos por lutarem por sua sobrevivência? E quanto aos “Pombos”? Será que eles realmente não passam de vilões desalmados? Quem assistiu o anime sabe que esse volume atinge um ponto crítico com vários elementos incrivelmente relevantes para o desenvolvimento do restante da história, e por isso, para mim esse é o melhor volume da saga, e, portanto, merece 10.

By Ana Beatriz

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s