Diabolik Lovers

Mais do que um simples shoujo, Diabolik Lovers foi também o primeiro (e até agora único) anime de vampiros e do gênero harém(uma garota com vários pretendentes ou vice-versa) que assisti.

Tendo como protagonista Yui, nós vemos a trajetória da garota que após ter sido criada em meio a religião por seu pai pastor, é enviada sob o pretexto de se hospedar na casa de amigos dele.

Qual não é surpresa então, quando ao chegar lá ela se depara com seis vampiros! Servindo de “alimento” para todos eles, surge uma espécie de teia amorosa entre os irmãos Sakamaki.

Os dois mais velhos são Shu e Reiji, que, além do pai (que é o mesmo de todos os moradores da casa) tem em comum a mesma mãe. Apesar disso, eles são incrivelmente diferentes e não parecem se dar muito bem. Enquanto o primeiro é mais calado, vive dormindo ou ouvindo música e não parece se preocupar com nada, o último exerce claramente a função de chefe da casa, resolvendo os problemas e mandando em todos, ele é o mais sério dos Sakamaki e vive estudando, se mostrando bastante responsável.

De uma mãe diferente, Ayato, Raito e Kanato (que compartilham a mesma mãe), também possuem consideráveis diferenças entre si. Ayato é ciumento, possessivo e parece querer Yui única exclusivamente para ele. Já Raito faz o tipo extrovertido e brincalhão, sempre fazendo piadas e nunca perdendo o bom humor. Kanato, por sua vez, é o mais esquisito da família, ele não se separa de seu urso Tedd, com quem costuma conversar num tom estranhamente monótono, o qual ele também usa para se comunicar com qualquer um.

Subaru, o mais novo entre eles, apesar de também sugar o sangue de Yui, parece ter pena da garota, além de mostrar indícios de ter de fato se apaixonado por ela.

No decorrer do anime, nós ficamos conhecendo a história de cada um dos personagens, o que nos faz simpatizar um pouco mais com eles. Além disso novos mistérios são desenvolvidos, e os sentimentos de cada um deles por Yui fica cada vez mais confuso.

Como se isso já não bastasse, quando você já está acostumado á família Sakamaki, na segunda temporada Yui acaba morando com outra família de vampiros, composta pelos quatros irmãos Mukami. Porém, ao contrário do que ocorre com os Sakamaki, eles parecem ter um plano maior para Yui do que apenas sugar seu sangue por puro prazer…

Contrariando a crença de que animes de vampiros costumam ser ruins, eu gostei bastante, pois te faz realmente ficar na dúvida sobre com quem shippar a protagonista e eu adorei alguns personagens. Além disso, se trata de um anime bem curto, sendo composto de duas temporadas com 12 episódios cada e 1 OVA na primeira, sem contar que os episódios são mais curtos do que em um anime comum, durando cerca de 12 minutos cada, em média. Minhas únicas críticas ficam para a trilha sonora (nenhuma das openings ou endings tem qualquer coisa de excepcional, na minha opinião) e para o final inconclusivo, que nos deixa desejando uma terceira temporada, a qual estaria prevista para maio desse ano no Japão, mas nada foi falado sobre o Brasil. Enfim, por tudo que disse até aqui, minha nota para esse anime é 8.

By Ana Beatriz

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s