GAIOLA – Alex André

G osto tanto quando veem me ver, assim não me sinto tão abandonado

A inda não entendi porque me separaram da minha mãezinha querida

I rrito-me só com os veículos, pois buzinam e acabam me deixando assustado

O uço tanto: “Que gatinho bonitinho” ou “Que gracinha de felino”, que já nem sei mais qual é a           minha frase preferida

L uto para não desanimar quando o dia termina, pois acho que ninguém vai me comprar

A té agora não sei o que vai acontecer comigo se isso realmente se confirmar…

 

 

Vi um gatinho muito lindo hoje, mas ele tinha um ar tão triste. Pudera, estava preso em uma gaiola, sozinho, em uma loja de animais. Nem quis tentar imaginar qual será o seu destino, caso ele não seja vendido para algum interessado…

Anúncios

5 comentários sobre “GAIOLA – Alex André

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s