Por lugares incríveis-Jennifer Niven

Mais um livro que conheci pela indicação do booktuber Eduardo Cilto, do canal Perdido nos livros, eu nutria altas expectativas para a obra que narrava o romance entre dois adolescentes cursando seu último ano do Ensino Médio sob circunstâncias nada comuns. E não me decepcionei.

Até pouco menos de um ano atrás, Violet Markey tinha a vida perfeita:era popular, namorava o astro do time de beisebol da escola, tinha pais bacanas, dividia um blog adolescente com a irmã mais velha (com quem se dava super bem), Eleanor, e sonhava em cursar escrita criativa na NYU. Mas tudo isso muda drasticamente quando, ao voltarem de uma festa, Violet sugere a irmã que peguem o caminho mais curto, mas a ponte está congelada, o que faz com que Eleanor perca o controle do carro, provocando um acidente ao qual apenas Violet sobrevive. Eleanor era sua melhor amiga, e, sentindo um misto de culpa, raiva e luto, desde então Violet não escreve mais, nem anda de carro, não pretende entrar na NYU, e terminou com o namorado, além de ter se afastado dos amigos.

Já Theodore Finch, este é conhecido por todos como a “aberração”  da escola. Isso porque, como se seu corpo desproporcional já não fosse o suficiente, ele é famoso por seus repentinos sumiços, sua dificuldade para controlar a raiva, suas frequentes tentativas de suicídio e pelo fato de toda semana encarnar um personagem diferente, nunca sendo o mesmo. Vindo de uma família disfuncional, seu pai (incrivelmente agressivo e despreocupado com os filhos) os trocou por uma mulher e um filho mais novos, a mãe, incapaz de esquecer o ex, não para de trabalhar e vive deprimida, já a irmã mais nova nos parece séria demais para sua idade. Desse jeito, a irmã mais velha é o mais próximo de uma mãe que Finch tem, mas o fato é que ninguém se preocupa muito com ele.

Sendo assim, o que esses dois teriam em comum além de estarem na mesma sala nas aulas de geografia? Nada. Ao menos é o que parece, até que eles se encontram no topo da torre mais alta da escola, pensando em pular de lá. É nesse momento que Finch convence a garota do contrário e, em troca, pede que ela seja sua dupla num trabalho de geografia, no qual devem conhecer os “lugares incríveis” de Indiana, o estado em que moram.

Por gratidão, ela aceita, mas mais do que conhecer novos lugares em Indiana ou simplesmente tentar tirar uma boa nota em geografia, eles acabam despertando um no outro a vontade de viver mas, ainda assim, permanece uma questão: seria o amor dos dois o suficiente para mantê-los vivos?

Ao ler a sinopse, logo imaginei um drama emocionalmente pesado, mas, no entanto, me surpreendi ao constatar que a autora trata de forma leve e sutil de temas como morte, luto, amor, culpa, bullying e suicídio.

E, apesar de ser um romance, muito fofo por sinal, a história se desenrola de forma bem descontraída, sem soar muito meloso, doce demais, como muitas vezes acontece nesse gênero literário.

Além disso, mais uma vez contrariando nossas expectativas, embora fale sobre a dor causada pela morte, este não é o foco do livro, o qual é claramente o estigma sofrido pelas vítimas de suícidio, pelas pessoas que sobreviveriam a tragédias e por aqueles que sofrem com problemas psicológicos, nos fazendo pensar sobre o assunto.

Com um drama bem construído e leve, uma história de amor fofa, personagens cativantes, passagens engraçadas e uma mensagem incrível, eu indico esse livro a todos, e minha nota para ele é 9.

By Ana Beatriz

 

 

 

 

Anúncios

11 comentários sobre “Por lugares incríveis-Jennifer Niven

  1. Obrigada, fico feliz que tenha gostado! Quanto ao final, isso provavelmente é um spoiler, mas…eu diria que é meio agridoce kk, talvez um pouco mais amargo do que doce, mas bom, eu pelo menos gostei.
    Beijos 🙂

    Curtido por 1 pessoa

      • Imagina, sem problema algum! Você leu?? E sim, é um ótimo livro para nos fazer refletir! Nunca havia pensado sobre suicídio dessa forma! Fico realmente feliz que tenha gostado!
        Beijos 🙂

        Curtido por 1 pessoa

  2. Muito obrigada! Aposto que você vai adorar o livro, ainda mais porque parece gostar de livros adolescentes e de romances e bem…o livro une os dois, não é mesmo?
    Beijos 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s