O Demônio de Gólgota – Frank De Felitta

Se alguém quer ler um livro de terror, aonde cada página causa um verdadeiro impacto, um arrepio, este é o livro certo. Temas como exorcismo, profanação, necrofilia, fé, luxúria, a luta do bem contra o mal, estão reunidos nesta história.

Tudo começa tendo como cenário Cataratas do Gólgota, um isolado vale ao norte de Massachussets. Em 1919, o padre Bernard K. Lovell, pároco da Igreja das Dores Eternas, acaba enlouquecendo pelo isolamento e desespero e vive uma noite de loucura, necrofilia e acaba se suicidando. Anos mais tarde, precisamente em 1978, um padre jesuíta é enviado pela diocese para reconsagrar essa mesma igreja, um local amaldiçoado, profanado e dominado pela Besta, e acaba sucumbindo também.

Só no limiar do Século XXI, novamente um homem de fé e dois pesquisadores paranormais resolvem salvar a igreja profanada, iniciando uma luta da fé inabalável, junto com uma sofisticada tecnologia, contra Satanás.

“Perturbador”. Nota 10

3 comentários sobre “O Demônio de Gólgota – Frank De Felitta

  1. Em uma época em que a religião e a parapsicologia entram em debate através dos acontecimentos assustadores nas Cataratas de Gólgota, onde Anita e Mário que são parapsicólogos de Harvard, entram em uma minuciosa investigação sobre fenômenos paranormais, que acabam se deparando com o jesuíta Malcolm cujo foi designado para exorcizar a Igreja das Dores Eternas. Em meio a toda trama de luta do bem contra o mal aflora-se os sentimentos mais tenebrosos do padre sendo ele acometido por diversas alucinações que seriam consideradas como possessão por demônios pela igreja, fazendo que ateus ganhassem uma sensibilidade ao sobrenatural. Numa visão passada pelos capítulos onde arbitrariedade da religião fez com que o jesuíta não fosse auxiliado pela própria igreja e alucinação coletiva fez com que Mário fosse tratado como um louco por não conseguir expor sua pesquisa.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s